quinta-feira, 30 de junho de 2011

Deficiência Múltipla

O termo deficiência múltipla tem sido utilizada com frequência para caracterizar o conjunto de duas ou mais deficiências associadas, podendo ser de ordem física, sensorial e/ou intelectual. Segundo os documentos orientadors nacionais do MEC, a caracterização do estudante com deficiência múltipla não se dará apenas em decorrência da somatória aleatória de suas deficiências, mas da observação quanto ao grau de implicação dessas deficiências para a pessoa. Nesse sentido, o nível de comprometimento e as possibilidades funcionais do estudante, de sua comunicação, de sua interação social e de aprendizagem é que determinam as necessidades educacionais do estudante.
Os alunos com múltiplas deficiências podem:
·       aprender as habilidades em um ritmo diferenciado dos demais alunos;
·       esquecer habilidades que não são praticadas;
·       apresentar mais dificuldade em generalizar habilidades aprendidas separadamente do que os demais alunos;
·       necessitar de instruções mais organizadas e sistematizadas; e
·       apresentar necessidade de ter alguém para mediar seu contato com o meio que o rodeia.
Um dos principais objetivos dos educadores de alunos com múltipla deficiência e surdocegueira é proporcionar recursos ao desenvolvimento de sua autonomia. Para isso, os professores podem buscar atividades funcionais que favoreçam o desenvolvimento da comunicação, interações sociais, cuidados pessoais, habilidades domésticas, recreativas e sociais, sempre tendo como base as preferências e potencialidades do aluno.
NO CEF-04 temos o aluno Vítor da 6ª D:








































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário